{Inês} Review: A Voz – Juliet Marillier (PT)

Catarina de Aragão

As Luzes de Setembro - CRZTítulo Original: The Caller
Autor:
 Juliet Marillier
Tradutor: Catarina F. Almeida
Data:
 2 de Julho de 2014 (originalmente 1 de Janeiro de 2014)

Editora: Planeta
Páginas: 456 (Capa mole)
Género: Fantasia | Romance
Série: Shadowfell #3
Idioma: Português
ISBN: 9789896575212
Cups:

A Minha Opinião:

Com o livro A Voz chegamos ao fim de mais uma trilogia de uma das melhores contadoras de histórias do género Fantástico: Juliet Marillier

Ao longo da trilogia Shadowfell o leitor acompanha o percurso de Neryn, que procura os ensinamentos dos Guardiões,  que a ajudarão a enfrentar os perigos dirigidos pelo impiedoso Rei Keldec.

Entretanto, os restantes membros da rebelião continuam a lutar para proteger Neryn. Tali, a guerreira, enfrenta todos os perigos para proteger a causa e ajudar Neryn a manter-se a salvo.

O Reino de Alban mantém-se sob a tirania e ambição do Rei, culminando numa enorme revolta popular que pretende mudar para melhor o futuro de Alban.

Partilhando a demanda de Neryn em busca de conhecimento sobre dois dos quatro elementos, o ar e o fogo, com a Dama Branca e o Senhor das Sombras. 

Revivemos as angústias de Flint, como espião na corte e a distância que o separa de Neryn. Flint é uma das personagens mais importantes da trilogia, pois a sua força de vontade é determinante na rebelião,  demonstrando muita habilidade perante os desígnios do Rei.

Neryn faz com que a demanda continue em nome de Alban, procura os Guardiões do fogo e do ar, o Senhor das Sombras e a Dama Branca, provando ser uma mulher destemida e determinada.

O Movimento Rebelde,liderado por Tali, apoia a causa e deposita toda a fé em Neryn, enquanto Alban sofre o flagelo da tirania do Rei Keldec. 

Neste volume conhecemos melhor o Rei Keldec e a sua família, o que se torna uma das partes mais interessantes deste terceiro volume. A sua família abre portas ao leitor, o que o leva a compreender o passado desta família e a ter esperança no futuro de Alban.

Ao longo da narrativa, vão se encaixando, progressivamente, todos os acontecimentos importantes até ao epílogo emocionante que conclui mais uma trilogia de Juliet Marillier. O final é satisfatório,  embora esperasse algo mais desenvolvido relativamente à situação da sociedade e dos membros da rebelião.

A sua escrita é melodiosa, reconfortante e maravilhosa traz-nos a conclusão da sua trilogia mais recente, editada pela Editora Planeta Manuscrito. 

As personagens  apresentam uma profundidade ideológica muito forte, o que chama a atenção do leitor para a componente da fé e da esperança, que move uma causa justa, mas difícil de alcançar. 

Os acontecimentos tornam-se algo imprevisíveis, o que traz emoção à trama. O leitor acompanha o povo de Alban nesta luta pela paz, enfrentando o perigo com toda a coragem.

É com tristeza que termino mais uma trilogia duma das melhores contadoras de histórias que conheço. Recomendo, a trilogia Shadowfell, a todos os fãs do género “Romance Fantástico”, bem como a qualquer leitor que goste de uma boa história de amor, coragem e esperança. 

Inês

Advertisements

We love comments. If you wish, you can comment here and we'll try to reply to you as soon as possible. Thank you for stopping by :)

Please log in using one of these methods to post your comment:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s